Teste Ergométrico

  • Serve para avaliar o coração sob condições de estresse.
    OTeste Ergométrico, também chamado Teste de Esforço, é o exame não invasivo mais útil para avaliar um paciente com angina, principalmente aquele paciente que tem o ECG de repouso normal. Também é usado para medirmos a resposta pressórica ao exercício, se a medicação antihipertensiva está sendo eficaz, capacidade física do paciente e algumas arritmias.
    Pode ser realizado em Esteira Ergométrica de preferência, mas também em Bicicleta Ergométrica.
    O jejum e alimentos que contém estimulantes do coração, podem falsear o resultado do exame, por isso é muito importante que você atente para as recomendações entregue no dia do agendamento.(veja detalhes clicando no ítem: Recomendações para a realização do Teste Ergométrico, na coluna ao lado)
    Se o ECG de repouso for normal e a história do paciente for sugestiva de uma doença do coração, o ECG de esforço pode mostrar alterações não reveladas no ECG de repouso.
    As principais indicações do ECG de esforço são:
    1. Confirmar o diagnóstico de angina.
    2. Determinar a severidade da limitação causada pela angina.
    3. Determinar o prognóstico com doença coronária conhecida, inclusive nos infartados em recuperação, afim de detectar os pacientes de risco maior ou menor.
    4. Avaliar a resposta ao tratamento
    5. Também usado como screening para descobrir, entre a população assintomática, os portadores de doença.
    Existem diversos protocolos para a realização do ECG de esforço. O mais usado é o de Bruce, que aumenta a velocidade e a elevação da esteira a cada 3 minutos e é limitado pelos sintomas.
    A incidência de complicações do exame é baixa, cerca de 1 acidente por cada 1000 exames realizados. O perigo é maior nos pacientes com angina instável. A estenose aórtica e a Hipertrofia septal assimétrica são uma contra-indicação para o exame. O teste deve ser abortado se ocorrer hipotensão arterial ou pico hipertensivo importante, angina persistente, arritmias graves ou alterações no ECG que demonstrem isquemia miocárdica - falta de oxigênio no músculo cardíaco.
    Quem deve indicar a realização de um Teste de Esforço é o seu médico. Após os 40 anos de idade é aconselhável ser feito anualmente, intervalos menores e a frequência abaixo desta idade depende da avaliação individualizada de cada caso.

  • 1. TRAZER:

    a) Tênis ou sapatilha.
    b) Bermuda ou malha esportiva.
    c) Toalha de rosto.
    d) Sutiã ou Top (no caso de sexo feminino).
    e) Barbeador descartável (no caso de sexo masculino).

    2. TRÊS horas antes do teste só fazer refeições leves: suco de frutas, leite, torradas, frutas, saladas, etc.
    3. EVITAR alimentos EXCITANTES TRÊS horas antes, tipo: café, mate e bebidas alcóolicas,
    4. EVITAR o uso de SEDATIVOS e NÃO FUMAR nas quatros horas que antecedem o teste.
    5. EVITAR esforços físicos EXAGERADOS no dia anterior.
    6. Em caso de estar usando alguma MEDICAÇÃO, TRAZER O NOME DE TODAS quando vier fazer o teste.
    7. NÃO usar CREME ou ÓLEO na região torácica.
    8. Comunicar qualquer ANORMALIDADE em seu estado de saúde nas últimas 24 horas.
    9. Trazer ELETROCARDIOGRAMA feito nos últimos 15 (QUINZE) DIAS, para evitar fazer novamente.